Aplicação da pintura líquida

Aplicação da pintura líquida

 

A pintura líquida pode ser feita de várias formas, utilizando-se pistola apropriada, por mergulho ou por cortina. Veja alguns exemplos:

  • Pintura com pistola: a tinta líquida é aplicada com pistola e a sai como um aerosol. A tinta é aplicada sobre a superfície e é largamente utilizada em indústrias por oferecer um otimo acabamento e por sua capacidade de produção mais ágil. Existem três tipos de pintura por pistola:
    • – Convencional: utiliza pistola com jato de ar comprimido que expele a tinta para fora da pistola. Este tipo de pintura contamina o ambiente – devido o solvente químico empregado na diluição – e é preciso que o equipamento seja equipado com purificador de ar e o operador utilize máscara e roupas especiais;
    • – Airless: não há mistura de ar comprimido e tinta. A finalidade do ar comprimido é alimentar uma bomba hidráulica que irá pressurizar a tinta até levá-la à pistola. Ao passar pelo bico a tinta se divide em partículas muito finas e é expelida em alta velocidade, devido à queda abrupta de pressão interna e externa;
    • – Eletrostática: tem o mesmo princípio da pintura eletrostática a po, com a diferença que a superfície a ser pintada recebe uma carga negativa criada por um gerador de alta voltagem;
  • Airless: não há mistura de ar comprimido e tinta. A finalidade do ar comprimido é alimentar uma bomba hidráulica que irá pressurizar a tinta até levá-la à pistola. Ao passar pelo bico a tinta se divide em partículas muito finas e é expelida em alta velocidade, devido à queda abrupta de pressão interna e externa;
  • Eletrostática: tem o mesmo princípio da pintura eletrostática a po, com a diferença que a superfície a ser pintada recebe uma carga negativa criada por um gerador de alta voltagem;
  • Pintura por mergulho: este processo está em desuso atualmente, principalmente devido ao escorrimento da tinta, que acaba comprometendo o acabamento final. Esta técnica consiste em mergulhar a peça em um tanque com tinta e deixar escorrer o excesso;
  • Pintura por cortina: a peça passa por uma cortina de tinta onde recebe a camada de pintura. é um método restrito e indicado para peças pequenas e que necessitem de tinta em apenas um dos lados.

Written by

The author didnt add any Information to his profile yet